Durante uma hora e meia, candidato à Prefeitura de Maceió falou de temas como educação, segurança e infraestrutura

Durante uma hora e meia, candidato à Prefeitura de Maceió falou de temas como educação, segurança e infraestrutura

O candidato João Henrique Caldas, o JHC (PSB), foi o primeiro a participar, nesta terça-feira (20), de sabatina promovida pela Rádio Gazeta AM com os postulantes ao cargo de prefeito de Maceió. Durante uma hora e meia, ele falou de temas como educação, segurança pública e infraestrutura.

Sobre a educação, ele destacou que “é preciso acabar com as máfias existentes no Município”, citando, por exemplo, contrato para a oferta de ônibus escolares na capital e que, segundo ele, desfalca a Prefeitura em quase R$ 1 milhão mensal.

“Ainda assim, a Prefeitura continua a oferecer um serviço precário aos estudantes. Hoje, o serviço submete os alunos, sobretudo os residentes em bairros periféricos, a condições desumanas de transporte, de modo que os pais ficam com o coração na mão. O contrato diz respeito a 80 ônibus e se paga quase R$ 1 milhão todo mês por esse tipo de serviço”, afirmou.

O candidato destacou, ainda, que pretende fazer uma educação diferente e inovadora. “Nas nossas creches, vamos criar uma espécie de Prouni, para darmos condição às mães de saírem para trabalhar. Vamos também fomentar a educação à distância, trazendo uma plataforma multimídia e separando a parte pedagógica da administrativa”.

Quanto à saúde, ele falou sobre a cobertura do Programa de Saúde da Família (PSF) e disse que é preciso racionalizar o serviço público, propondo o fim do “loteamento” dos postos de saúde. Como proposta, o candidato disse que irá implantar um modelo de gerenciamento que permita a realização de consultas médicas até as 21h.

“Muita gente que trabalha durante o dia poderá ser atendida à noite. Isso vai diminuir as filas e o tempo de espera. Claro que, para tal, será necessário aumentar as equipes. Também vamos racionalizar o atendimento, por meio de um consórcio publico que vai baratear o custo de medicamentos”, afirmou.

Durante a sabatina, JHC destacou que os problemas relativos à saúde pública não passam pelos médicos. “Temos bons médicos, todos dispostos a trabalhar. Escolhi um profissional da saúde para ser meu vice justamente para que ele possa nos ajudar nesta interlocução. O que acontece é a falta de condições de trabalho. Afinal, hoje, a saúde é um golpe de marketing, uma ilusão”.

E após classificar a atual administração de sonolenta, ele prometeu priorizar investimentos, com foco na requalificação da orla lagunar e no esgotamento sanitário. “Montamos um plano municipal para conseguirmos recursos, inclusive, junto a instituições internacionais”, revelou.

Por fim, no quesito segurança pública, o candidato ressaltou que pretende criar a Guarda Civil Metropolitana. “Nosso plano de segurança foi o primeiro a ser apresentado e traz uma proposta mais combativa. Pretendemos criar a Guarda Civil Metropolitana, a fim de auxiliar no policiamento ostensivo por parte do governo estadual, auxiliando a polícia com as imagens das câmeras. Com este monitoramento, iremos inibir a ação de criminosos em Maceió”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed & Developed by ThemeXpert